Em busca de recursos subsidiados, com taxas a partir de 4,71% ao ano? Receba GRATUITAMENTE o Manual de Captação de Recursos.

Quero Manual de Captação

Banco do Nordeste aumenta em 25% contratações com recursos do FNE

O Banco do Nordeste aumentou em 25% as contratações com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), sua principal fonte de recursos, por meio da qual oferece crédito de longo prazo em condições diferenciadas. O incremento refere-se ao primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado.

“Esses resultados alcançados em um cenário econômico desfavorável, que se prolonga desde o ano passado, indicam que o Fundo Constitucional representa um importante instrumento de política anticíclica”, afirma o superintendente do Etene, Fran Bezerra.

De janeiro a junho de 2015, os valores contratados pela instituição no âmbito dos programas  do FNE somaram R$ 5 bilhões. Os recursos beneficiaram, sobretudo, clientes de mini/micro portes (97%) e do setor rural (96%), em projetos principalmente localizados no Semiárido (53%) e em regiões prioritárias para a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (77%), que envolve municípios de renda baixa, média estagnada e média  dinâmica.

O número total de beneficiários também aumentou entre os dois períodos, de 620,8 mil para 735,8 mil. O valor médio das contratações por beneficiário foi de R$ 6,8 mil no primeiro semestre de 2015 e de R$ 6,4 mil no mesmo período de 2014. “Se descontar a inflação, no entanto, houve uma redução real no valor médio, o que caracteriza aumento da democratização do crédito”, diz o superintendente.

Ele assegura que todos os 1.991 municípios na área de atuação do Banco do Nordeste receberam recursos do FNE e a maioria (99,3%) foi beneficiada com aplicações voltadas para o setor rural, que obteve incremento de 62% entre os dois períodos.

“Isso demonstra a importância da capilaridade do Banco e sugere que o FNE atuou como instrumento de combate aos efeitos da seca dos últimos anos”, avalia Fran Bezerra.

FONTE: Sala de imprensa do Banco do Nordeste do Brasil

Comentários do Facebook