Em busca de recursos subsidiados, com taxas a partir de 6,5% ao ano? Receba o Manual de Captação de Recursos e participe de Curso Introdutório - tudo GRÁTIS.

Quero Manual e Curso Introdutório

Como o Brasil vai superar a crise

Por Fabiano Rocha, M.Sc.

O ano de 2015 iniciou com uma série de ajustes na política macroeconômica brasileira. Assuntos até então comentados com certa superficialidade, inclusive no período eleitoral, vieram à tona e dominam a pauta.

Mas o que fez com que a aparente calmaria em que vivemos nos últimos anos desaparecesse de forma tão abrupta? E, talvez mais importante, o que os Consultores de Negócios podem esperar da economia brasileira para os próximos anos?

Ao que tudo indica, a principal preocupação atual do governo é para com o controle da inflação. As contas públicas não estavam preparadas para a pressão inflacionária observada ano passado. Para piorar a situação, o represamento dos preços da energia e combustíveis chegaram ao limite, o que fez com que os agentes no mercado elevassem a expectativa inflacionária. Como resultado, o ano inicia com aumento de impostos, corte de gastos, aumento dos juros e corte nos benefícios sociais, indicativos clássicos de uma política econômica restritiva.

Contudo, não obrigatoriamente um cenário assim significa crise econômica. É amplamente discutido em economia a teoria dos ciclos econômicos, que, em curtas palavras, preveem flutuações na atividade econômica, com períodos de crescimento e períodos de estagnação ou declínio. Observando que a economia dos EUA e dos principais países do bloco europeu dão sinais de recuperação, é factível crer que, com os ajustes que estão sendo tomados o Brasil consiga ultrapassar o período de “baixa” de seu ciclo econômico o mais rápido possível.

Nesse tipo de cenário o papel do Consultor de Negócios torna-se ainda mais importante, pois cabe à sua visão crítica moldar boas oportunidades de negócios. No curto prazo, os bancos de investimento e desenvolvimento vão priorizar negócios bem estruturados e sustentáveis, não somente no sentido financeiro mas também no quesito socioambiental. E, com toda certeza, a solidez de um bom negócio inicia na elaboração de um bom projeto.

O investimento é a base do crescimento econômico. O governo sabe disso e o Consultor precisa estar atento às “regras do jogo”. Para o ano de 2015 o BNB planeja aumentar em cerca de 10% o total de suas aplicações (leia em: http://goo.gl/snz9jE). Outra boa notícia é a manutenção do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), linha especial de crédito do BNDES que estava prevista para encerrar em 2014 mas foi prorrogada até fim de 2015.

Dessa forma, o papel do Consultor como agente de prospecto e modelagem de negócios é preponderante junto à atividade empresarial. Mesmo ideias visionárias e criativas precisam estar bem planejadas e enquadradas nas diretrizes e prioridades de investimento das linhas de crédito dos diversos bancos.

Existe um ditado chinês que diz: “Não existe crise, existe oportunidade”. E é na busca por essa oportunidade, no caminho a ser percorrido, que a parceira Empresário/Consultor tem se tornado cada vez mais importante na concretização de negócios.

PROJETOS PRIVADOS – CURSOS EXTENSOS

CURSO ELABORAÇÃO DE PROJETOS PARA CAPTAÇÃO DE RECURSOS SUBSIDIADOS DE LONGO PRAZO COM USO DO SOFTWARE SEAP

DATA INÍCIO DA PRÓXIMA TURMA EAD –  Solicite informações comerciais

Quero receber informações comerciais

Mais informações sobre a turma EAD: http://bit.ly/infoEPS700

Comentários do Facebook