Em busca de recursos subsidiados, com taxas a partir de 6,5% ao ano? Receba o Manual de Captação de Recursos e participe de Curso Introdutório - tudo GRÁTIS.

Quero Manual e Curso Introdutório

Quanto ganha um profissional fluente em inglês?

Por Lúcia Andrade

Que tal aprender inglês? Pesquisas revelam que fluentes na língua ganham mais.

Atualmente, já está mais do que provado que quem fala inglês tem muito mais oportunidades no mercado de trabalho. Porém, uma pesquisa recente feita pela Catho mostrou que profissionais que dominam o inglês – o idioma mais globalizado no mundo dos negócios – estão um passo à frente também na questão salarial.

Os rendimentos variam de acordo com a posição, claro. Estima-se, por exemplo, que um presidente corporativo que tenha fluência na língua inglesa consegue aumentar seu salário em mais de quatro vezes. Em níveis mais subalternos, no entanto, a média geral permanece entre 40% e 50% a mais.

Aprender inglês leva quanto tempo?

Hoje, com os avanços da tecnologia, o profissional tem à sua disposição um grande leque de ferramentas para aprender a língua. Além das tradicionais escolas de idiomas, existem as plataformas online, que oferecem aulas de inglês 100% à distância e com professores capacitados. São muitas as inovações. Encontre professor particular de inglês por link https://preply.com/pt/skype/professores–ingl%C3%AAs.

Além disso, há também os sites de notícias, Blogs, Vlogs e os mundialmente famosos aplicativos para instalar em smartphones, tablets e PCs, que proporcionam muito mais flexibilidade no estudo, já que o aluno pode aprender em qualquer lugar e quando desejar, pois tudo pode é feito através de aparelhos portáteis.

O aprendizado, seja qual for o meio escolhido, deve ser progressivo e diário. Não adianta estudar apenas duas ou três dias da semana. Assim como aprendemos a língua portuguesa, o estudo – e a prática – do inglês precisa ser constante, para que o profissional possa absorver a língua e empregá-la no contexto profissional.

Quem fala inglês ganha mais?

Sim, principalmente se tratando de um país como o Brasil, onde apenas 9% fala inglês em níveis mais avançados ou tem fluência no idioma. Profissionais que atuam em multinacionais da área de logística e precisam lidar com atividades de importação e exportação, por exemplo, precisam falar com clientes do mundo todo e o conhecimento do inglês se torna obrigatório, já que essa será uma de suas ferramentas de trabalho.

Executivos e técnicos de TI também precisam dos conhecimentos da língua para aplicá-los em sua rotina profissional. O inglês já se tornou um dos idiomas mais globalizados do mundo e, com toda certeza, quem se esforça para aprender e atingir fluência na língua, nunca ficará desempregado, mas pelo contrário, conseguirá exercer cargos maiores e aumentar sua renda.

Em termos salariais, de acordo com outra pesquisa também feita pela Catho entre os anos de 2000 e 2006, foi constatado um aumento de 24% para gerentes gerais, 40% para cargos de supervisão e pouco mais de 45% para profissionais com curso superior. Vale lembrar que, mesmo não tendo fluência na língua, saber falar o nível intermediário da língua já conta como um plus no currículo. Quem atingiu a fluência em inglês e espanhol podem receber salários 65% maiores.

Comentários do Facebook